Marcas próprias: uma escola de varejo e indústria

Expertise

Muitos já devem ter ouvido sobre marcas próprias e até consumido algum produto exclusivo de determinada rede de varejo, e a maioria não têm clareza de que o perfil de profissional que atua por detrás deste mundo, é muitas vezes técnico, comercial, marketing, trade, engenheiro, nutricionista, farmacêutico e até veterinário.

Certamente a pluralidade de diversas formações dentro desse universo é algo que muito enriquece todo o processo e as etapas que envolvem o desenvolvimento das marcas e produtos. No entanto, independente da formação, a área de MP, demanda dos seus profissionais uma capacidade de estar sempre aprendendo, seja sobre categorias de produtos, fluxos de desenvolvimento de mercadorias junto à indústria, análises de mercado e muitos outros.

Outra premissa básica é a organização, dado o volume de projetos simultâneos em diferentes categorias, marcas e estágios que a área e seus profissionais atuam nessa jornada.

O negócio de marcas próprias possibilita e exige que o profissional responsável pela sua execução, aprenda e atue em todas as etapas do ciclo dos produtos (planejamento, sortimento, posicionamento, prospecção e negociação com fornecedores, pesquisa e desenvolvimento de produto, validação de produto e fábrica, desenvolvimento de embalagem, produção e comunicação). Outra parte tão importante quanto, é a gestão após lançamento. Faz parte do dia a dia desse profissional atuar em frentes de abastecimento, ativação, exposição, reposicionamento, etc… em um rotina constante de interface com praticamente todas as áreas, tanto da indústria como do varejista.

Por Leandro Lima

Formado em Publicidade e Propaganda. Especialista em Marcas Próprias, líder de áreas comerciais, importação e desenvolvimento de produtos em grandes varejistas.